home

Diário de Bordo

Lápis Raro
Lápis Raro
Ver todas

Radiohead

Categorias:

Compartilhe:

Olha o Radiohead inovando novamente com um clipe de deixar qualquer artista – digital ou não – de queixo caído.

O clipe, denominado House of Cards, não usou câmeras nem iluminação em sua produção. Em vez disso, usou duas novas tecnologias que criam um sistema de escaneamento a partir de lasers. Para capturar a performance de Thom Yorke, foram utilizados 64 lasers, cada um disparado 900 vezes por minuto em 360 graus. O resultado é impressionante.

Veja o clipe abaixo:

Conheça aqui os sistemas utilizados no clipe:
Geormetric Informatics e Velodyne LIDAR

Veja também o making of:

Comente aqui

» Comentar

Comentários:
12
  • Manuel disse:

    Você pode até ter mais de 1 boné, mas então todos são iguais.

  • daquele não, daqueles!
    tenho mais de 1!

  • Manuel disse:

    Só tenho uma coisa pra dizer: Antôno Jr, a cabeça mais brilhante da web mineira. Uma pena ela sempre ficar escondida debaixo daquele boné.

  • João Eltinho disse:

    L-U-X-O ! ! ! ! A-M-E-I ! ! ! Nesaa tald einternet só não gosto que me puxem, mas de resto é uma alegria! ! ! A- R -R- A-Z-Z-Z-Z- O-O-O!!!!!

  • Renato Theco disse:

    Tem gente que esta do mesmo lado que voce
    Mas deveria estar do lado de la

  • oh jisus… i’m drunk… ichhh….. so good… i like this…

  • yo man.. eu amo radiohead.. tom yorke is the man. tão inovador quanto meu clipe em que eu, o pulga, frufru e chad nos transformamos em um game em californifcationes. me orgulho desses ingleses esquisitos. Pena que estamos a anos-luz de distância da criatividade desses ingleses. Suck my Kiss..

  • Noel Galego disse:

    Bom mesmo é meu clipe, baby! eu cantando chandon supernova. i´m fucking great! E ao amigo ae de cima, não adianta nada você me considerar sua banda número um, eu não preciso de sua admiração. eu gosto é do chemical brothers.

  • Só faltou uma música hein!

  • Bom, o barato desse clipe é a tecnologia que ele usa. A estética sempre vai gerar discussão mesmo, tem gente que gosta ( eu, Obama, Oprah, Betancourt ) e tem gente que não gosta ( cris, elisa, zé flávio etc ) …

    Confesso que faltou informação no meu post, por isso vou explicar um pouco mais.

    O clipe é bem inovador no sentido de não usar câmeras e sim lasers que ‘coletam’ os dados. Legal, mas o que isso tem de diferente? Bom, além de ser uma tecnologia nova é uma experiência interativa. Para entender melhor veja o clipe no aplicativo do Google clicando aqui e vcs vão entender melhor o que estou dizendo. Esse aplicativo manipula os dados que foram coletados pelos lasers e permite que o usuário movimente as ‘imagens’, faça um teste.

    O código está disponível sob licença da Creative Commons , ou seja, vc que é leitor do blog e tem domínio de linguagens de programação, 3d e animação vai poder usar o código para fazer sua própria versão do clipe!!!!

  • Cristina disse:

    Tava aqui falando com a Elisa e o negócio é o seguinte: eu não gosto muito do resultado disso aí, não. Da estética, quero dizer. Mas se o Juninho diz que há genialidade em tudo isso, eu acredito. Inclusive, conversei com ele há pouco e tive acesso a informações complementares inéditas, como a tal historinha dos dados disponíveis para compartilhamento. Ah, conta aí, Juninho.

  • stepaola disse:

    impressionante. mesmo.

R. Antônio de Albuquerque, 156 — 12º andar — Funcionários
Belo Horizonte MG — Brasil — CEP: 30112-010
Fone: +55 31 3211-5100 — Fax: +55 31 3211-5172
e-mail: contato@lapisraro.com.br