home

Diário de Bordo

Lápis Raro
Lápis Raro
Ver todas

O Flash vai perder seus poderes?

Categorias:

Compartilhe:

flash

Existe hoje uma discussão muito grande sobre HTML 5 e até onde isso pode prejudicar o Flash. Por isso queria explicar um pouco a diferença de cada uma dessas tecnologias e dizer por que acho que isso não vai acontecer.

O HTML 5  é legal e vai ser usado para criar páginas bem sofisticadas num futuro próximo, mas a verdade é que Flash e HTML são tecnologias complementares e, assim como o Flash não substituiu o HTML na época do seu surgimento, este também não irá substituir o velho Flash com a divulgação da versão 5.

Como desenvolvedor Flash, também faço torcida pelo sucesso do HTML 5 e pela criação de um modelo de browser padrão, por novas formas de interação com o usuário, por uma conexão mais rápida e muito mais.

Vivo de Internet e vivo na Internet e por isso quero vê-la evoluindo.  O Flash pode ter sido a melhor invenção desde o macarrão instantâneo, mas mesmo assim sempre será um plug-in, e plug-ins são chatos por natureza. Requerem instalação, atualização, etc. Mas muito da tecnologia que temos hoje na web só foi possível graças à popularização do Flash Player.

E o que dizer das novas tecnologias? O Flash cresce a todo vapor, e hoje você pode usar recursos novos, como interface touch e multitouch screen, sem muita complicação. Quanto tempo vai levar para a gente ter esse tipo de coisa em HTML? Talvez no HTML 6 ou 7, quem sabe?

E quanto ao recurso mais ‘badalado’ do HTML 5: o suporte a vídeo? Como é isso realmente?

O melhor player para HTML do mercado não roda no FireFox (http://jilion.com/sublime/video ), sem contar que a performance deixa a desejar. O Flash Player é o player de vídeo mais popular do planeta, batendo QuickTime, Real e outros formatos. Estima-se que 75% dos players de vídeo da web usem o Flash Player como mecanismo de visualização. (Alguém se lembra da época em que a gente tinha que escolher entre 5 ou 6 formatos para poder assistir a um simples vídeo on-line?)

O Youtube, por exemplo, só pode fazer testes com vídeo + HTML 5 porque o Flash permite o uso do formato H:264 desde 2007. Caso contrário, ele teria de mudar toda sua base de dados, pois HTML 5 só renderiza H:264.

Sem contar que no HTML 5 não temos os mesmos recursos que os players de vídeo em Flash costumam usar. Um exemplo é popular formato fullscreen, que no HTML 5 só é possível com a instalação de um add-on. Aí me pergunto: qual será o alcance disso? É simples para todo usuário instalar um add-on apenas para ver um vídeo fullscreen? Neste caso, o Flash ainda continua uma opção mais simples.

Isso sem contar os problemas crossbrowser que o desenvolvedor vai ter de enfrentar para sua ferramenta aparecer da mesma forma em todos os navegadores. O Flash Player está presente em mais de 90% das máquinas, e consegue ser quase 100% crossbrowser / crossplataforma.

E quanto aos vetores? Será que o HTML 5 vai suportar formatos vetoriais com a mesma qualidade e compactação do Flash? Não!

Concluindo, o Flash é uma ferramenta para aplicativos web e o HTML para definir estruturas de dados.  Não vamos confundir as duas coisas. Cada ferramenta tem um propósito, e é necessário saber como explorar isso. Em blogs e páginas com muito texto, é melhor usar HTML; em animações e aplicativos gráficos, use Flash. Mas isso não é uma regra, cada caso é um caso, e o desenvolvedor precisa conhecer a ferramenta para melhorar sempre a experiência do usuário.

E para aqueles que são antiflash, pois têm como discurso odiar menus dançantes e objetos que correm atrás do cursor, cuidado! O HTML 5 pode significar a evolução do <marquee></marquee>, tag que faz o texto correr de um lado para o outro – e tornar sua vida um inferno. Só que dessa vez o Flash-Block não vai adiantar!

Links:

Open Access to Content and Applications
http://blogs.adobe.com/conversations/

Flash Player 10.1 on Google’s Nexus One Phone
http://www.youtube.com/watch?v=vlWOocHwcLo

Adobe, Flash Player, Apple, iPad, HTML5 – os Mitos
http://www.riapt.org/2010/02/01/adobe-flash-player-apple-ipad-html5-os-mitos/

“The World is Moving to HTML 5” and Other Flights of Fancy
http://richardleggett.co.uk/blog/index.php

Comente aqui

» Comentar

Comentários:
8
  • flash disse:

    antonio junior de cú é rola

  • Prezado (a) Lapisraro,

    O Grupo E&D é uma holding integrada que tem como objetivo desenvolver e implantar soluções empresariais, aproveitando as oportunidades do mercado de forma sustentável, atendendo de maneira diferenciada, com foco na lucratividade.

    Formado por uma equipe de experientes profissionais, atua nas áreas de gerenciamento de educação corporativa, projetos, consultoria e assessoria, análise de viabilidade, planejamento e gerenciamento estratégico, desenvolvimento de projetos de investimentos, tecnologia da informação, comércio exterior, comércio eletrônico dentre outros.

    Acesse nosso site e conheça mais sobre nosso trabalho. http://www.eedconsult.com.br

    Atenciosamente,

    E&D Consult

  • GeekCats disse:

    O problema do Flash é que ele é da Adobe. E isso causa problemas de Royates e afins!

    O Iphone não suporta Flash e o Steve Job disse não ter interesse em colocar.

    O HTML 5 é free e de domínio público. A questão do Flash e HTML5 não é técnica, é política! Microsoft e Apple vão tentar se livrar do Flash. Se eles gostassem, bastava o Flash vir integrado com o Internet Explorer e os problemas seriam resolvido. Mas pagar a Adobe direitos de uso sobre a tecnologia é digamos complicado.

    Esse é minha opinião, mas eu sou apenas uma gatinha então…

    Ronronos
    Isis

  • Com certeza Fernando,

    como eu disse: a gente precisa sempre pensar no usuário e qual ferramenta vai facilitar sua vida.

    Se é mais fácil trabalhar um projeto usando o SVG, então vamos usá-lo. Não é mesmo? Não podemos ficar preso a uma única ferramenta.

    Valeu, []s

  • Fernando Norte disse:

    É, se conclui que o Flash realmente não vai perder seus poderes. Apesar de um plugin externo ele está presente em quase a totalidade de todos os navegadores. Além da facilidade que se tem hoje do desenvolvimento.

    Mas ele pode começar a ter concorrência sim em breve. Se o HTML 5 não está bom para a execução de vídeo, ter esse recurso diretamente no HTML sem a necessidade de um plugin, já é um grande avanço. E pode ser melhorado com o tempo.

    O SVG é um formato vetorial que tem um código fonte como um XML, que permite por isso ser manipulado facilmente. Ele já pode ser exibido em diversos navegadores, mas dificilmente integrado com facilidade ao HTML. Ele está mais amigável com o HTML 5 e pode ser um grande avanço para se ter vetores e animação sem a necessidade de um plugin.
    http://code.google.com/p/svgweb/

    Dê tempo ao tempo e muita coisa boa pode vir. Precisa começar de alguma forma, gradualmente.

    Mas não se desespere se você trabalha bem com o Flash que ele possa ser substituido por qualquer outra tecnologia.
    Ele já conquistou seu espaço e vem conquistado cada vez mais, tanto nas tecnologias 3D quanto nas aplicações clientes com o Air.

    Há espaço para mais de uma tecnologia no mundo e uma coisa não precisa substituir a outra.

  • Mateus Felipe disse:

    Parabens pelo excelente post.

    Esclarecer tudo com “fatos” realmente é a melhor solução.

  • Valeu Cristiano,

    Bem lembrando, só de pensar nos recursos do CS5 já fico animado. E olha quem nem estou falando dos recursos 3D (que já são bons hoje no Player 10 / AS3 ).

    []s

  • Muito bom esse post.
    Esclareceu vários pontos interessantes sobre essa discussão. Mesmo não sendo um “Flasheiro” como você, reconheço toda a importância os benefícios de seu uso.

    Isso sem contar que a versão CS5 promete…

R. Antônio de Albuquerque, 156 — 12º andar — Funcionários
Belo Horizonte MG — Brasil — CEP: 30112-010
Fone: +55 31 3211-5100 — Fax: +55 31 3211-5172
e-mail: contato@lapisraro.com.br