home

Diário de Bordo

Lápis Raro
Lápis Raro
Ver todas

Mudando, discretamente, de assunto.

Categorias:

Compartilhe:

Uma das maravilhas da internet é a nova geração ter a oportunidade de assistir o Elvis cantando Love me Tender. Ou esse gol do Maradona. Desculpem citar o Maradona, e não o Pelé. Não quero entrar nessa questão. Nem tenho conteúdo para discutir uma coisa dessas. Quero dividir a emoção. O babado é que eu conheci essa jogada que está linkada aí, desenhada na camisa do Chubes, amigo, e redator aqui da agência. Na frente da blusa, tem o lance que o hermano fez pra chegar até o gol. É realmente algo de genial. Mas atrás, atrás da camisa, tem a narração que o locutor fez durante o jogo. E isso é uma das coisas mais arrepiantes que experimentei nos últimos tempos. Nas palavras do Chubes: ele fez poesia narrando um jogo de futebol. Fez mesmo. Bonito demais. “Gracias, Dios. Por el fútbol, por Maradona, por estas lágrimas, por este Argentina 2, Inglaterra 0”. Por Chubes. Y por la internet.

Comente aqui

Deixe uma resposta para Jorge Palombo Cancelar resposta

Comentários:
14
  • Jorge Palombo disse:

    Não sei o que foi melhor…se o gol ou a narração desse locutor uruguaio V. H. Morales…é de arrepiar

  • Fernando disse:

    Foi um golaço! Mas eu garanto que muitos gols desses acontecem em vários campos de várzea espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Humildemente, fui protagonista de um lance lindo numa partida de futebol. Marquei um golaço. Mas lá não tinha equipe de TV ou rádio, nem um celular ligado na hora da jogada. Eram as poucas pessoas que assistiam e ficará gravado em nossas mentes… Uma prova de que lances como estes são corriqueiros, o Fantástico tem um quadro chamado ‘bola murcha e bola cheia’. Viu só, já fui bola cheia. Um bola cheia humilde.

    Abraço turma!

  • alemão disse:

    Também…qualquer um que tivesse cheirado tudo que ele cheirou, correria tanto, sem dar conta dos zagueiros

  • Manuel disse:

    Definitivamente, os gols mais bonitos do Pelé são os que ele não fez. Só nesta Copa de 70 ele produziu: este lance maravilhoso contra o Uruguai, a cabeçada contra a Inglaterra na primeira fase, em que o Gordon Banks fez o impossível para pegar a bola, e mais dois lances contra a Tchecoeslováquia; um chute de cobertura do meio campo que passou triscando o gol e um outro chute em que ele pegou de primeira um tiro de meta mal batido pelo goleiro adversário.

    Agora, legal mesmo seria ter visto algum gol do Pelé narrado pelo grande Silvio Luis.

  • Flávio Chubes disse:

    na minha modesta opinião, o gol mais bonito do Pelé é contra o País de de gales, nas quartas de final da Copa de 58. 0 a 0 apertado, quando um moleque de 17 anos recebe a bola, dá um chapéu no zagueiro e coloca pra dentro.
    o gol de cabeça contra a Itália, na final da Copa de 70, também é lindo.
    só não sei se a gente arruma as imagens.
    agora, o gol mais bonito do Pelé, de verdade, é o que ele não fez contra o Uruguai, nas quartas de final da Copa de 70. pra quem nunca viu, ele dá um drible de corpo no Mazurkiewicz, um dos melhores goleiros do mundo na época, e toca para o gol. a bola, só de pirraça, passa raspando a trave. queria muito ver o Victor Hugo Morales narrando isso.

  • Manuel disse:

    Boa, Chubes.

    Carla, na minha modesta opinião de fã de futebol, um momento inesquecível de locução foi quando o Baggio chutou aquele pênalti pra fora e o Galvão, abraçando o Pelé (usando uma gravata ridícula com a bandeira do EUA), grita: “acabou. acabou. É tetra, é tetra”. É pouco poético, mas assaz emocionante. Só de escrever fico arrepiado. Quem achar na internet, poste por mim.

  • Flávio Chubes disse:

    não sei se vocês repararam, mas pode colocar o narrador na conta das pessoas que o Maradona driblou pra fazer esse gol. o sujeito chega a dizer que ele vai passar a bola para o Burruchaga, mas “El Diez” segue com ela. gênio.
    no mais é isso aí, Manuel. pede pra alguém citar a maior jogada de vôlei de todos os tempos. alguém arrisca?

  • carla madeira disse:

    Fui para a Argentina e perguntei para cada motorista de taxi quem foi o melhor jogador de futebol do mundo. Claro que eles disseram que foi o Maradona. E então? Quem foi? Se foi o Pelé mesmo (coisa que os taxistas e não taxistas brasileiros acreditam) vamos escolher um gol dele para mostrar aqui. Que tal Chubes você fazer a curadoria? Elisa e demais redatores e diretores de arte bons de texto, vocês bem que podiam promover um concurso de locuções que façam justiça à poesia do gol do Pelé que vamos escolher! Não é bom isso?

  • Manuel disse:

    Hoje alguém estava tentando me convencer de que vôlei é mais divertido que futebol. Por lances como este, acho difícil. Tente imaginar que outro esporte poderia proporcionar “scores” tão geniais quanto o futebol oferece.

  • Flávio Chubes disse:

    nosotros de la Iglesia Maradoniana también decimos gracias por Diego. y por tu post, cariño.

  • Rebecca disse:

    Queria tanto gostar de futebol…

    Confesso que o vídeo ajudou um pouquinho…

  • fat james disse:

    Sensacional o post. Não conhecia o Lápis Raro, fiquei sabendo através de uma dica em um comentário feito lá no Hipopótamo Zeno. O Lápis já está nos meus favoritos! Abração!

  • Cristiana Guerra disse:

    Eu sou testemunha. Não que eu estivesse presente no jogo, mas a Elisa me mostrou antes de postar aqui. E eu chorei. E eu nem gosto de futebol. Nem do Maradona. Mas eu chorei. Fiquei fã desse locutor. E da Elisa. E do Chubes. E do Maradona. E… Não, da Argentina não. Aí seria demais.

R. Antônio de Albuquerque, 156 — 12º andar — Funcionários
Belo Horizonte MG — Brasil — CEP: 30112-010
Fone: +55 31 3211-5100 — Fax: +55 31 3211-5172
e-mail: contato@lapisraro.com.br