home

Diário de Bordo

Lápis Raro
Lápis Raro
Ver todas

Ainda Doritos.

Categorias:

Compartilhe:

Sobre aquele comercial que eu citei aqui e que continua gerando polêmica, recomendo muitíssimo a leitura de dois posts excelentes:
um do André Gonçalves, do Farinhada;
outro da Mary W., a Feminista.
Porque antes de negar o óbvio, ou usar “bom humor” e “liberdade de expressão” para desculpar o indesculpável, é bom a gente não ter preguiça de pensar.

UPDATE: Mais um post que merece leitura, agora da Marjorie Rodrigues.

UPDATE 2: Outro da Marjorie. Essa moça merece muita atenção.

Comente aqui

» Comentar

Comentários:
4
  • Diogo disse:

    Acontece que, numa era de total massificação de idéias e comportamentos, ridicularizar quem tem coragem de se manifestar e se expor é muito ruim. Diria que é uma campanha nefasta. Péssimo.

  • Juliana Sampaio disse:

    Márcio, eu respeito a sua opinião, só não entendo por qual matemática você e “outros 10 gays amigos meus” viraram “a maioria dos gays”. Eu não estou falando em nome dos gays, nem em nome da Lápis Raro, nem no que você chama de “nosso nome” ( = você + 10 amigos). O post está assinado, falo em meu nome mesmo. Se não te incomoda um comercial em que um rapaz, por fazer uma dancinha típica da cultura pop gay, é olhado torto pelos amigos e leva um saco na cara, ótimo. Só não tenha a ingenuidade de achar que isso não alimenta o preconceito que você mesmo afirma já ter sofrido.

  • Márcio Neves disse:

    Sou homossexual assumido desde os 18 anos, hoje tenho 29. Venho de uma família tradicional mineira e só pude assumir a homossexualidade quando virei maior de idade e pude sair de casa. Já sofrí muito preconceiro (inicialmente na minha própria família, o que é mais difícil) e decidi comentar aqui pq divido a opinião com outros 10 gays amigos meus.

    Essa propaganda da Doritos em nada nos atinge, muito pelo contrário. Achamos engraçada a abordagem e nos divertimos com ela. Muita gente está fazendo tempestade em copo d’água e destruindo essa campanha. PAREM! Há coisas piores para nos preocuparmos no mundo. Se a maioria dos gays achou a propaganda engraçada e não-ofensiva, pq tanta gente tá falando tão mal dela e a achando preconceituosa? A gente não achou! Então parem de tomar as nossas dores (dores essas que, nesse caso, nem sequer existem) e procurem algo melhor com o que se preocuparem. Nós, homossexuais, achamos a propaganda não-ofensiva e muito engraçada. Então parem de falar em nosso nome, como se houvéssemos achado a campanha de mal gosto. E obrigada pelo espaço de discussão no blog.

  • juliana m. disse:

    Os comentários no Brainstorm 9 são repugnantes. Impressionante as pessoas sendo absurdamente preconceituosas pra justificar a inexistência de preconceito no vídeo. tô chocada.

R. Antônio de Albuquerque, 156 — 14º andar — Funcionários
Belo Horizonte MG — Brasil — CEP: 30112-010
Fone: +55 31 3211-5100 — Fax: +55 31 3211-5172
e-mail: contato@lapisraro.com.br