home

Diário de Bordo

Lápis Raro
Lápis Raro
Ver todas

Posicionamento é para diferenciar.

Categorias:

Compartilhe:

Dois filmes que criamos para o vestibular da PUC Minas. Para ver outros trabalhos que realizamos para este cliente, clique aqui ou veja o portifólio no site da Lápis.

A idéia de posicionar uma marca está fortemente baseada em dois aspectos: diferenciá-la de forma relevante da concorrência e ressaltar uma força real, efetiva, que a marca possui e que de fato a torna única. Há três anos e meio trabalhamos com o posicionamento da PUC Minas com base em duas declarações amplamente divulgadas: “O que você faz, faz o mundo” e “Conhecimento que transforma”. Desenvolvemos uma linguagem que trabalha com o compartilhamento de informações relevantes sobre pontos críticos do mundo e da sociedade atual – ligados à ecologia, sustentabilidade, aquecimento global, violência social, fontes de energia, tecnologia, crescimento urbano, etc – para mostrar o quanto o mundo vem se transformando e o quanto ainda precisa ser transformado para se tornar um lugar melhor para todos. Estar preparado, pelo conhecimento e pela ética, para transformar o mundo está no centro do posicionamento da PUC Minas e da comunicação que fazemos para ela. Essa escolha é totalmente pertinente porque está alinhada com o que a PUC Minas de fato é. Uma universidade fortemente focada na integração de técnica e ética como fatores determinantes para uma formação profissional, mais humana e mais comprometida com as importantes transformações que o mundo precisa. Tem me incomodado muito ver que outras universidades estão indo atrás desse mesmo conceito. Tudo bem, o líder sempre inspira, mas é importante respeitar alguns limites. Copiar um posicionamento e uma linguagem institucional é um recurso que uma agência séria nunca deveria fazer, porque fere a própria lógica do posicionamento que é ajudar a empresa/cliente a se diferenciar. Fica aí o desabafo.

Comente aqui

» Comentar

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.

Comentários:
2
  • pelo menos, pelo que a aluna da puc falou no comment, mts pessoas vao ver as outras campanhas imitando a PUC e vao pensar ” ah, mas isso eh da puc”.

    isso pelo menos prova q ha por tras da marca PUC um otimo posicionamento.

    eh melhor ver esse tipo de coisa pelo lado bom, q pelo ruim, em tempos de copyleft. (ou nao. rs)

  • Ana Lúcia Chagas disse:

    Oi Carla,

    é muto interessante o que você diz neste post, e é uma coisa que vem incomodando a mim também.

    eu sou aluna da Puc e acho que a comunicação feita pela Lápis tem tudo a ver com a Universidade e com o conceito da Puc Minas. mas me incomoda muito às vezes é ver outras universidades tentando utilizar o mesmo conceito, a mesma frase quase. É muito feio isso. Parece que a Agencia, ou o cliente que a contratou não tinham uma ideia melhor.

    eu vejo a campanha e falo: “Peraí! mas isso é da Puc!” e eu acredito que as pessoas também vejam dessa maneira. o conceito da Puc Minas é muito forte hoje e por isso tanta gente tenta copiar.

    Infelizmente é assim, né. as pessoas não respeitam os principios eticos e acham que está tudo bem. Cabe à vocês da Lápis continuar fazendo este trabalho super legal que fazem pra Puc e mostrar que são superiores nisso.

    Abraços e muito sucesso!

    ana lúcia

R. Antônio de Albuquerque, 156 — 12º andar — Funcionários
Belo Horizonte MG — Brasil — CEP: 30112-010
Fone: +55 31 3211-5100 — Fax: +55 31 3211-5172
e-mail: contato@lapisraro.com.br